segunda-feira, 2 de maio de 2016

Marcos Biancardini no Programa do JÔ


Você tem bruxismo?



O termo “bruxismo” refere-se ao hábito de pressionar e ranger os dentes presente em muitos adultos e crianças durante toda a vida. O bruxismo ocorre quando os dentes entram em contato de maneira forçada, quer esse contato seja silencioso ou produza sons, especialmente durante o sono.
Por que isso ocorre?


Muitos médicos e dentistas podem desconhecer a causa, mas o bruxismo pode ocorrer devido ao estresse psicológico experimentado pelas pessoas no dia-a-dia. O estresse pode ter sua origem em fatores internos e externos. Os fatores internos podem ser os alimentos que você consome, seu nível de preparo físico, sua estabilidade emocional, estado de saúde geral, nível de bem-estar e o número de horas que você dorme todas as noites. Os fatores externos relacionados com o estresse psicológico têm a ver com o ambiente em que você vive, sua interação com as pessoas quando está em casa e a maneira em que você enfrenta os desafios do dia-a-dia.

O impacto do bruxismo na boca


As consequências do bruxismo são:

  • Desgaste do esmalte dentário e até mesmo da dentina;
  • Quebra dos dentes e próteses;
  • Sensibilidade dentinária;
  • Dor e mobilidade dos dentes;
  • Dor facial devido à força com que os músculos maxilares são pressionados;
  • Dor de cabeça;
  • Fadiga facial geral;
  • Dor na articulação temporomandibular
Tratamento
Os portadores de bruxismo devem procurar a ajuda de um dentista/especialista para determinar a causa do problema. O dentista pode recomendar o uso de placas oclusais para evitar a pressão ou o ranger de dentes durante o sono. Além disso, o dentista pode sugerir formas de reduzir o estresse e, portanto, o nível de bruxismo. Você pode também evitar alimentos como chocolate e bebidas que contenham cafeína e álcool. Evite mastigar com muita força e peça a seu dentista ou cirurgião maxilofacial que lhe indique alguns exercícios para relaxar os músculos maxilares durante o dia. Se seu caso dor de um bruxismo for mais severo, o especialista pode recomendar o uso de placa oclusal, assim como prescrever medicamentos para que você relaxe ou durma melhor. Seu dentista pode ajudá-lo a descobrir a causa e como amenizar este problema.

Rolim de Moura – SEMOSP instala Tubo Armco na linha 192

 
Após a instalação do Tubo Armco é feito o aterro levantando a área para evitar inundações na estrada.

O Prefeito Luiz Ademir Schock, acompanhado pelos vereadores Fabricio Melo e Gerson Bastos, da bancada do PSD, estiveram na manhã deste sábado (30/04), fiscalizando os trabalhos da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP), onde a Secretaria instalou um Tubo Armco de 2 metros de espessura e 10 metros de comprimentos na Linha 192 – sul, km 10 em Rolim de Moura (RO). No local haviam manilhas de apenas 1,20 metros, que não davam a vazão necessária para água das chuvas, causando inundações.


Segundo o Prefeito, as peças são fabricadas com metal de alta resistência e por isso os tubos possuem vida útil entre 50 a 70 anos, motivo pelo qual são usados com frequência para construção de bueiros, substituindo manilhas de concreto, ou pontes de madeira.

A ideia do Executivo Municipal é que todas as pontes de madeira do município sejam trocadas pelos tubos ou pontes de concreto, ao todo 40 pontes de madeira e bueiros já foram substituídos ou foram instalados em pontos estratégicos para evitar a inundação das estradas.


Os vereadores parabenizaram o prefeito e toda a equipe da SEMOSP pelo excelente trabalho que vem realizando na instalação de tubos Armco.

Fonte: Assessoria/ Ricardo Barros

Rolim de Moura - Ponte de Concreto na linha 192 deve ficar pronta em 30 dias

 

A ponte irá beneficiar diretamente os agricultores na região que utilizam a linha vicinal no dia a dia.


O Prefeito de Rolim de Moura (RO), Luiz Ademir Schock, esteve na manhã deste sábado (30/04), acompanhado pelos vereadores Fabricio Melo e Gerson Bastos, na linha 192 km 13, lado sul, onde fiscalizaram o andamento da construção da ponte de Concreto.

A obra que iniciou no dia 14 de março, e faz parte da continuidade no projeto de construção de quatro pontes de concreto, sendo três na cidade e uma na zona rural. De acordo com a Administração Municipal, essa é a primeira ponte de concreto na zona rural de Rolim de Moura.

Segundo a empresa responsável pela obra, a ponte deverá ser entregue para a comunidade já no final do mês de maio e acabará com os transtornos dos moradores da região, além de garantir segurança a quem precisa passar pelo local no dia a dia.


“Já substituímos 40 pontes de madeira por tubos Armco, construímos quatro pontes de concreto e estamos finalizando a primeira de muitas outras pontes de concreto na zona rural. É isso que o município precisa, de obras definitivas” destacou o prefeito Luiz Ademir Schock.


 Fonte: Assessoria/Ricardo Barros

SHEILA CARVALHO

Sheila Carvalho, a dançarina mais famosa e desejada do Brasil fez sempre um imenso sucesso entre os homens devido ao seu corpo maravilhosa. Prova disso são os inúmeros ensaios sensuais que essa morena sarada fez aos longos dos anos. Segue abaixo uma coletânea com diversos vídeos  de Sheila Carvalho Nua paras as revistas Playboy e Sexy!


SONETO DO AMOR DEMAIS – Vinicius de Moraes

Não, já não amo mais os passarinhos 
A quem, triste, contei tanto segredo 
Nem amo as flores despertadas cedo 
Pelo vento orvalhado dos caminhos.
Não amo mais as sombras do arvoredo 
Em seu suave entardecer de ninhos
Nem amo receber outros carinhos 
E até de amar a vida tenho medo.
Tenho medo de amar o que de cada
Coisa que der resulte empobrecida
A paixão do que se der à coisa amada
E que não sofra por desmerecida 
Aquela que me deu tudo na vida 
E que de mim só quer amor – mais nada.

sábado, 30 de abril de 2016

Afastamento de Cunha tem torcida silenciosa de Teme - Por: Vera Magalhães

Temer: Torcida disfarçadaTemer: Torcida disfarçada
A possibilidade de o Supremo Tribunal Federal afastar Eduardo Cunha do comando da Câmara tem a torcida silenciosa de Michel Temer.
Publicidade
Se Cunha não cair, ele se verá impedido de deixar o país após assumir a presidência — o que planeja fazer para desmentir que tenha urdido golpe contra Dilma Rousseff.
A torcida é discreta porque Cunha, além de participar da montagem do governo, tem passe livre no Jaburu. Não são poucos os que chegam para conversar com o vice em sua residência e se surpreendem com a presença do presidente da Câmara.

POESIA POPULAR NORDESTINA

Jô tenta explicar a Lei Rouanet e depois chora ao dizer que Chico Merda de Hollanda não merece ser “molestado”

 



“A reação dele foi levantar e dar uma cusparada no casal, que também é uma reação que é movida por um ‘não aguentar mais'”. (Jô Soares, nesta quarta-feira, ao justificar a estupidez de José de Abreu, autorizando a plateia a disparar jatos de saliva quando não aguentar mais as besteiras ditas pelo apresentador do programa).

Bom, eu até admito que possa ter havido exageros em uma ou outra abordagem por parte das pessoas de bem aos cretinos que defendem o governo, já que nunca se sabe como o fato específico começa. Mas é bom não esquecer que quem começou as provocações foram exatamente esses mesmos cretinos que hoje posam de vítimas, quando encamparam a absurda segregação proposta pelo governo, que “empobreceu” quem era situação e “elitizou” quem era oposição, em um maniqueísmo só visto nos tempos da URSS de Stalin, quando dividiu seu povo em “inimigos” e “vaquinhas de presépio”. O resultado todos sabem: 43 milhões de “inimigos” mortos.

Situaçãozinha esdrúxula essa onde quem normalmente é considerado como elite intelectual e econômica se faz de coitadinho insistindo em trocar os papéis com uma classe média cada vez mais oprimida e justamente revoltada.

Quanto à “explicação” do Jô sobre a Lei Rouanet, ele nega, mas é evidente que a sua aplicação tem pouco ou nada que se possa associar como um auxílio à Cultura, já que ele mesmo, riquíssimo e portanto perfeitamente capaz de bancar seus espetáculos, é freguês assíduo das benesses da lei, assim como tantos e tantos outros apaniguados do sistema, em prejuízo de milhares de artistas de valor que têm dificuldades em divulgar seus trabalhos.

Agora, Jô: vá chorar na cama, que é lugar quente. Guarde suas lágrimas de crocodilo para exibir a quem não lhe conhece e venda-se para estes. Quem sabe quem você é não lhe compra mais.

Programa de Temer prevê privatização de ‘tudo o que for possível’

Simone Igleias, Júnia Gama e Catarina Alencastro, O Globo
O documento que servirá de base a um eventual governo Michel Temer, e que deve ser divulgado na próxima semana, afirma que, na infraestrutura, “tudo” o que for possível deve ser concedido ou privatizado: “O Estado deve transferir para o setor privado tudo o que for possível em matéria de infraestrutura. Quanto às competências que reservará para si, é indispensável que suas relações com contratantes privados sejam reguladas por uma legislação nova, inclusive por uma nova lei de licitações. É necessário um novo começo das relações do Estado com as empresas privadas que lhe prestam serviços”, diz trecho do documento.
O texto, chamado “A travessia social”, é composto por 17 páginas e, além de tratar os temas Educação, Saúde, Corrupção, Benefícios Sociais e Economia, faz um diagnóstico sobre os motivos que levaram o país à crise política e à recessão. A ideia da gestão Temer é focar em concessões e parcerias público-privadas, buscando um ambiente melhor com a iniciativa privada para investimentos. Os investimentos privados são considerados, no documento, fundamentais para ajudar a resolver “a maior crise da História”.
No texto “A travessia social”, além de se comprometer com a manutenção da Operação Lava-Jato, Temer propõe a aprovação de uma lei que responsabilize de forma mais rígida e clara os dirigentes das estatais. “Muito do que deve ser feito já está proposto e, com algum esforço político, pode ser rapidamente transformado em legislação. Um conjunto de novas leis deve ser aprovado com o objetivo de estabelecer regras estritas de governança”, diz o documento.

ELEIÇÕES 2016

Por que tanta gente quer ser vereador e prefeito ?


A  grande disputa existente pelo cargo de vereador no Brasil me parece um  pouco
 estranho, uma vez que se trata do menor cargo na hierarquia política do país.
 A minha estranheza é devido os altos custos da campanha e assim sendo não entendo 
toda essa concorrência.

Em Rolim de Moura, um candidato para ter chance de ser eleito tem que gastar 
pelo menos 80.000,00 reais. Esse valor é referente as eleições de 2012 e
 não é oficial, ele advêm de comentários pós eleição.  

Disse que teve gente que gastou mais que isso e não foi eleito. Claro que teve 
gente eleito com um gasto menor, mas no geral o montante é esse.
 A pergunta é:  vale a pena gastar tanto para se tornar membro de uma câmara 
municipal? 
 Sei que alguns candidatos estão motivados pelo espírito de bem comum, 
mas a maioria ver no cargo de vereador uma oportunidade de ganhar dinheiro .


Já para prefeito, onde  uma campanha não sai por menos de 

800.000,00 reais, a pouco mais de cinco meses das eleições municipais,


Rolim de Moura vive o vácuo político. Temos  o prefeito 


Luizão tentando fazer uma boa administração, mas pode não se reeleger


 por conta  da situação em se encontra a prefeitura do ponto de


vista financeiro impedindo que este dê visibilidade a sua gestão. 


Pegando carona nesse vácuo no momento temos 11 pré-candidatos a prefeito.

Esse vazio mexe com os desejos de quem está no meio político e o que não

 falta em Rolim de Moura é pré-candidato. Todo dia aparece um.


Tem os que se acham predestinados, tem os que contam com dinheiro, tem os 

que contam com o tempo de rádio que seu partido tem. Há também os nanicos, 


os que só vão entrar para brigar e desgastar os adversários fortes e



 aqueles que só ensaiam, e vão usar a pré-candidatura para negociar 


acordos políticos no futuro. Vai ter de tudo na eleição de 2016.


Essa eleição vai ser uma verdadeira salada na cabeça do eleitor. O grande 

problema de tanta gente querendo ser prefeito é que, na verdade, nem todos 

querem mesmo ser prefeito. Tem muitos que só querem cacife político, 

aumentar seu poder de barganhar algo para que na reta final das convenções, 

desista, em troca de alguma coisa e até dinheiro.


Nessa onda de um pré-candidato a cada esquina, é importante o eleitor estar 


atento a toda essa movimentação. Observar quem, de todos esses que se


 lançaram, realmente vão disputar a cadeira de prefeito e tem condições de 


ser um bom gestor.

sexta-feira, 29 de abril de 2016

CNI prega reforma da previdência e adoção de idade mínima

Folha de São Paulo
DE BRASÍLIA
Num documento em que sugere medidas para tirar o país da crise, a CNI (Confederação Nacional da Indústria) prega a realização de uma reforma da previdência social, com a adoção de idade mínima para a aposentadoria e a equiparação gradual do “tempo de contribuição das mulheres ao dos homens e dos trabalhadores rurais dos demais”.
A sugestão integra uma lista com um total de 36 itens sugeridos pela entidade. Às vésperas da aprovação do impeachment de Dilma Rousseff na Câmara, a CNI entregou aos deputados documento em que apoiava o afastamento dizendo que era hora de “mudar”.
No documento publicado nesta sexta-feira (29), a confederação prega ainda um ajuste de longo prazo, com a imposição de limites para gastos correntes do governo e uma reforma no sistema tributário, com a simplificação da cobrança do ICMS.
Algumas dessas medidas, como a reforma tributária e a adoção de idade mínima para a aposentadoria são apoiadas publicamente por integrantes do núcleo mais próximo ao vice-presidente Michel Temer e já foram defendidas num documento apresentado como modelo de plano econômico do peemedebista, o “Ponte para o Futuro”, no fim do ano passado.
A CNI também quer a mudança na lei do óleo e gás e a “livre competição entre as empresas nos leilões do pré-sal”. “Um ambiente com maior número de operadores é salutar para o desenvolvimento da indústria”.
A entidade também cobra “o início do processo de transferência da administração dos portos” para o setor privado.

Blog da Saúde entrevista atriz Arlete Salles, estrela da campanha de vacinação contra a gripe que começa neste sábado

 

Atriz no cartaz da campanha/divulgação
Arlete Salles é a estrela da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe deste ano. A atriz, que tem mais de 40 novelas no currículo, convoca, em parceria com o Ministério da Saúde, idosos, crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, trabalhadores de saúde e puérperas para se vacinarem.  A campanha será realizada entre 30 de abril e 20 de maio. O objetivo é reduzir as internações, complicações e mortes em decorrência das infecções pelo vírus da influenza, principalmente nesse grupo de pessoas que estão mais vulneráveis às complicações graves da doença.

A atriz, que esteve quarta (27) em Brasília para o lançamento da campanha, conversou com o Blog da Saúde sobre a vacinação e falou de alguns momentos em que teve de dar atenção especial a sua saúde. [Blog da Saúde Clique para ler entrevista e acessar vídeo]


Estrutura do Complexo Hospitalar Regional de Cacoal impressiona Comissão da Saúde da Assembleia Legislativa


Na manhã de quinta-feira (28), os deputados estaduais que compõe a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Rondônia, Dr. Neidon (presidente), Só Na Bença (vice-presidente) e Rosângela Donadon (membro), acompanhados do deputado Cleiton Roque, estiveram em Cacoal visitando o Complexo Hospitalar Regional.
Os deputados foram recebidos pelo secretário de estado adjunto da Saúde, Luis Maiorquin, e pelo diretor do Complexo Hospitalar, Marco Aurélio Vasques. Todos os setores dos dois hospitais foram visitados pelos deputados, que se mostraram satisfeitos com a estrutura da saúde em Cacoal.
“A estrutura dos hospitais aqui em Cacoal está de parabéns. Vemos que o Estado faz além da sua obrigação, uma vez que tanto o Hospital Regional de Cacoal como o Heuro, além de fazer a sua parte, assumem as responsabilidades que deveriam ser dos municípios”, destacou a deputada Rosângela Donadon.
Para o deputado estadual Dr. Neidson, que também é médico, os hospitais de Cacoal são bons exemplos para o estado de Rondônia. “Achei bastante organizado, há um bom planejamento. E algo bom que pude ver é que estão reduzindo as terceirizações de vários serviços para diminuir custos”, ressaltou.
O diretor do Complexo Hospitalar, que engloba tanto o HRC como o Heuro, se mostrou satisfeito com a visita dos parlamentares. “Os deputados vieram verificar a nossa estrutura, nossos resultados e ações, e estão saindo de Cacoal com uma ótima imagem da saúde pública. Claro que sempre haverá situações que precisam ser melhoradas, mas Cacoal já é um exemplo para todo o estado de Rondônia”, declarou Marco Aurélio Vasques.
NÚMEROS
Alguns números foram apresentados durante a visita dos deputados. Apenas nos três primeiros meses de 2016, por exemplo, 2.820 internações foram feitas pelo HRC e Heuro. Além disso, foram realizadas 1.270 cirurgias e 24.133 consultas.
Ao encerrarem a visita em Cacoal, os deputados estaduais, acompanhados do secretário adjunto da saúde, seguiram para Pimenta Bueno, onde visitaram o hospital Ana Netta e depois para Vilhena, onde foram no Hospital Regional daquele município.

Cassol fala para vereadores de todo o Brasil reunidos em Brasília na Marcha dos Vereadores


O senador Ivo Cassol, atendendo convite da comissão organizadora, prestigiou na manhã desta quinta-feira, 28, em Brasília, a XIV Marcha dos Vereadores, evento que reuniu mais de 1.500 edis de todo o país para debater, além da situação política, temas como saúde pública e o Pacto Federativo.
Vereadores de Rondônia, presentes ao evento, acompanharam uma série de palestras sobre o trabalho desenvolvido pelos legislativos municipais e as dificuldades que praticamente todos os municípios estão enfrentando com a crise que o país atravessa.
Cassol falou aos vereadores sobre as dificuldades de liberar as emendas parlamentares e o trabalho que fez ao longo dos últimos meses para liberar a fosfoetanolamina, conhecida como a “pílula do câncer”. Segundo o senador, “a presidente Dilma perdeu uma grande oportunidade no ano passado, quando poderia ter enviado ao Congresso uma medida provisória para acelerar o processo de liberação e testes em pacientes voluntários que não têm mais esperança na vida, mas não o fez. Deu no que deu”.
Vereadores de municípios de Rondônia estavam presentes e, assim como os demais, aplaudiram as palavras de Cassol, que reafirmou sua intenção de continuar a lutar pelo fortalecimento do legislativo. “Vocês vereadores são a voz do povo junto ao executivo, ouçam o que dizem as ruas e lutem por um município melhor para todos”, concluiu.

Miguel Reale Jr. diz que impeachment é “contra a ditadura da propina”

Antes, o jurista Miguel Reale Jr., também autor do pedido de impeachment, disse que o processo de afastamento é contra a ‘ditadura da propina’.
Ele voltou a vincular a crise econômica às pedaladas fiscais e aos decretos de crédito suplementar assinados por Dilma sem autorização prévia do Congresso. E, ao terminar seu depoimento à comissão, rebateu as acusações do governo de que não haveria prova contra a presidente.
– Nunca vi um crime com tanta impressão digital. Estão lá as impressões digitais. Não era possível um delito com tanto prova. Um crime de responsabilidade sem punição, aí sim que é irresponsabilidade, uma forma de golpe, e essa Casa não vai aderir a isso – disse Reale Jr..
O jurista começou o seu depoimento manifestando solidariedade às vítimas do coronel Carlos Alberto Bilhante Ustra, que foi saudado pelo deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) em seu voto pelo impeachment na Câmara. E destacou que foi presidente da Comissão de Mortos e Desaparecidos por seis anos e que passaram por seus olhos “filmes de terror” de pessoas torturadas por Ustra.
– Lamento que esse pedido de impeachment tenha servido de oportunidade para que se homenageasse um torturador. Esse pedido não pode servir a isso – disse Reale Jr., que foi aplaudido por todos, inclusive petistas.
Ele prosseguiu falando sobre ditadura, mas afirmou que além da “ditadura dos fuzis” há a “ditadura da propina”, que o pedido de impeachment contra Dilma visaria combater.
– Há dois tipos de ditadura, a dos fuzis, e a, insidiosa, da propina, da busca do poder. É contra essa ditadura que estamos lutando, a que pelo gosto do poder não vê limites no uso da irresponsabilidade no uso da administração pública, que leva à destruição de bem público – afirmou.

SEU JOAQUIM

O rapaz quer sair com a namorada e se explica para o pai da moça:
- Seu Joaquim, qual o problema de eu sair com a sua filha?
- Não quero!
- Mas eu prometo que não vou tirar nenhum pedaço dela...
E o velho que sabe das coisas:
- O problema não é arrancar pedaço... é colocar!

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Temer diz que apoia fim da reeleição e pede por oposição não predatória

 Reprodução


O vice-presidente da República, Michel Temer, concedeu uma entrevista exclusiva ao SBT Brasil nesta quinta-feira (28). Temer afirmou que, se assumir a presidência, não acabará com programas sociais, não se candidatará a um novo mandato e que apoia o fim da reeleição. Além disso, o vice-presidente afirmou que terá como prioridade "colocar a economia do país nos trilhos", buscando por aberturas de vagas para empregos. Reportagem exibida no SBT Brasil. Leia Mais

Cortador de cana não pode ser remunerado por meio de salário por produção / Decisão é do TRT da 15ª região.

O salário por produção na atividade do corte manual de cana tem se prestado para possibilitar a exploração de mão de obra rural, causando inaceitável injustiça social. Com esta premissa a 3ª turma do TRT da 15ª região condenou empresa à não vinculação do salário de cortadores à quantidade de cana de açúcar colhida por eles, prática conhecida como “salário por produção”.
O acórdão da ACP movida pelo MPT em Araçatuba/SP determina que a empresa do setor sucroalcooleiro deixe de remunerar os empregados por unidade de produção, tendo que adotar o sistema de pagamento salarial por tempo de trabalho, sob pena de multa diária de R$ 1 mil por trabalhador atingido. Fica mantido o pagamento, pela ré, de indenização por danos morais coletivos no importe de R$ 400 mil ao FAT.
Dignidade da pessoa humana
O desembargador relator Lorival Ferreira dos Santos inicialmente consignou no voto que muito embora o pagamento de salário por produção seja modalidade salarial admitida no ordenamento jurídico, “há de se considerar, para reconhecer a validade dessa forma de quitação, as particularidades das condições em que o trabalho é efetivamente desenvolvido em cada caso”.
E, no caso, considerou que há estudos demonstrando, nos trabalhos repetitivos, não se poderia tal modalidade de pagamento, pois “fica o trabalhador estimulado a trabalhar mais, ultrapassando, muitas vezes, os limites de força física e psíquica, prejudicando, assim, a sua saúde”.
E é exatamente isso que se tem observado no trabalho de corte da cana-de-açúcar, posto que, em decorrência do preço baixo que é remunerado o metro da cana, o trabalhador se vê obrigado a fazer longas jornadas de trabalho para receber um salário que dê ao menos para sua subsistência. E, se isso não bastasse, as próprias metas fixadas pelas usinas acabam por fazer com que o trabalhador se submeta a uma jornada de labor intensa e longa para atingir as metas, sob pena de não ter a garantia de ser contratado na próxima safra.” (grifos nossos)
Segundo o desembargador, o salário por produção no trabalho de corte manual da cana de açúcar, “ainda que estipulado em norma coletiva, deve ser veementemente repudiado”, em respeito aos princípios protetivos do direito do trabalho e aos princípios constitucionais da dignidade da pessoa humana e do valor social do trabalho.
Assim, deu provimento ao recurso do MPT para condenar a ré a abster-se de remunerar, por unidade de produção, os empregados que desenvolvem suas atividades no corte manual.
  • Processo: 0001892-11.2012.5.15.0056