domingo, 19 de fevereiro de 2017

Homens no mundo fazem menos sexo oral, mas isso não inclui os brasileiros

Yannik D´Elboux
Do UOL

Diversas pesquisas são realizadas pelo mundo sobre uma prática comum: o sexo oral. Entre as descobertas mais recentes sobre o tema, tem aumentado o número de pessoas que pratica sexo oral. Porém, alguns estudos estrangeiros mostram uma desigualdade de gênero: os homens fazem menos e recebem mais do que as mulheres.

Na última versão disponível da Natsal (Pesquisa Nacional de Atitudes Sexuais e Estilos de Vida), com dados de 2012 de mais de 15 mil britânicos entre 16 e 74 anos, a disparidade aumenta conforme a faixa etária. Entre 33 e 44 anos, 80% dos homens dizem receber sexo oral contra 75% das mulheres. Na idade de 45 a 54, a parcela masculina que desfruta da prática é de 71% em comparação a 63% das entrevistadas do sexo feminino. E apenas 35% das mulheres de 55 a 64 anos ganham o estímulo contra 52% dos homens na mesma faixa etária.

A diferença na reciprocidade não se restringe aos mais velhos. Em uma pesquisa com 900 estudantes universitários canadenses, realizada em 2013 e publicada este ano no Jornal Canadense de Sexualidade Humana, mais mulheres (59%) reportaram ter feito sexo oral do que os homens (52%). Além disso, mais do dobro de garotas (26%) do que rapazes (10%) disseram que realizaram a prática no parceiro, mas não receberam o agrado de volta.

Segundo Jessica Wood, uma das autoras do estudo e pós-doutoranda na Universidade de Guelph, no Canadá, uma das explicações para essa desigualdade pode estar na ideia dos papéis sexuais.
Tradicionalmente, as mulheres sempre foram vistas como passivas e submissas, enquanto os homens ocupavam o lugar de dominantes. “Apesar desses conceitos terem mudado ao longo dos anos, ainda há evidência de que esses papéis sexuais influenciam nossas ideias sobre quem tem direito a dar e receber prazer”, explica.

Mega-Sena, concurso 1.904: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 22 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.904 da Mega-Sena, cujo sorteio foi realizado na noite deste sábado (18) em Lagoa da Prata (MG).
Veja as dezenas sorteadas: 12 - 15 - 18 - 21 - 51 - 56.
A quina teve 82 apostas ganhadoras, e cada uma vai levar R$ 20.742,50. Outras 4.003 apostas acertaram a quadra e vão receber R$ 607.

'Capitalismo criminoso' analisa os elos entre a corrupção e o sistema financeiro

 

Capa do livro 'Capitalismo Criminoso'
Favorecimento ao tráfico de drogas e de armas, financiamento do terrorismo e lavagem de dinheiro oriundo de pirataria e outras atividades criminosas são práticas escandalosas, mas muito mais frequentes do que se imagina, nas grandes instituições financeiras e fundos de investimento internacionais. É o que afirma o especialista em crimes financeiros Stephen Platt em “Capitalismo criminoso – Como as instituições financeiras facilitam o crime” (Cultrix, 304 pgs. R$ 52). Segundo Platt, o sistema inteiro está doente – e, infelizmente, já está esquecendo as lições da crise de 2008, que custou trilhões de dólares para ser superada.


A facilitação ao crime é o pior sintoma dessa doença, mas Platt também investiga em detalhe a tendência dos grandes bancos a assumir riscos excessivos, que, em função da interconectividade e interdependência cada vez maior entre mercados, governos e instituições financeiras, apresentam um elevado grau de contaminação. É claro que essa disposição ao risco sem limites é decorrência direta do chamado “risco moral” (“moral hazard”), isto é, da garantia de que, caso algum desastre aconteça, eles serão socorridos de alguma maneira com dinheiro público, já que são “grandes demais para quebrar”.


A venda abusiva de produtos e serviços, a manipulação de taxas, a sonegação e a evasão fiscal são outras práticas globais que revelam a fragilidade e a vulnerabilidade do sistema como um todo. Revelam, também, falhas regulatórias e a ineficiência da ação educativa e coercitiva dos governos, que expõem suas economias a ameaças crescentes. Platt demonstra que diversos bancos internacionais reincidem nas condutas nocivas que levaram à crise de 2008, apesar de terem sido punidos com multas bilionárias. Por outro lado, o autor nega veementemente que a solução seja aumentar a burocracia e o grau de intervenção dos governos.


O fato é que ao cidadão comum não resta muito a fazer, já que é difícil encontrar um grande banco que não esteja envolvido com alguma das práticas elencadas no livro. O autor alerta que a recuperação econômica global dos últimos anos está fazendo governos relaxarem nas medidas de prevenção a abusos no sistema financeiro. Legisladores, reguladores e os próprios bancos se mostram cada vez mais lenientes diante da retórica lobista, da captura regulatória e da ação de grupos de interesse. 


Para nossa vergonha, Platt dedica algumas páginas de “Capitalismo criminoso” à corrupção política em escala industrial que se espalhou pelo Brasil durante o ciclo lulopetista, citando o Mensalão e a Operação Lava Jato, bem como o envolvimento do PT e dos partidos da base aliada nesses escândalos – que já se tornaram referências internacionais quando o assunto é roubalheira. Dilma Rousseff é mencionada como tendo “manipulado dados contábeis para mascarar o problema do déficit governamental” – por si só, condição suficiente para o impeachment em qualquer país sério do mundo. Platt lamenta que, apesar de o julgamento do mensalão ter sido “um divisor de águas na justiça brasileira”, infelizmente os escândalos não cessaram no país: “Ao contrário, aumentaram.”


Voltado tanto para o leitor leigo quanto para o profissional da área, “Capitalismo criminoso” é uma leitura necessária, que revela em profundidade os mecanismos por meio dos quais bancos poderosos funcionam como um sistema de circulação de recursos ilícitos, que realimentam a corrupção global e perpetuam políticos corruptos no poder. É uma exposição clara e audaciosa de fatos que não deveriam mais ser ignorados por ninguém.

Horário de verão acaba e relógio deve ser atrasado em 1 hora

Horário de verão terminou à 0h deste domingo (19) após quatro meses em vigor. Quem está nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve atrasar os seus relógios em uma hora.
O horário de verão começou a valer em 16 de outubro do ano passado. O objetivo da medida é permitir um aproveitamento maior da luz solar durante o verão, e reduzir o consumo de energia em um dos horários de pico de demanda, que ocorre por volta de 18h

sábado, 18 de fevereiro de 2017

TUTORIAL COMO EMITIR BOLETOS DO IPTU E TAXA DE RESÍDUO SOLIDO DE ROLIM DE MOURA


Notícia sobre educação: Programa oferece oportunidades para bolsas de estudo em Rolim de Moura

Educa Mais Brasil: abertas as inscrições para bolsas de estudo em RondôniaPrograma contempla estudantes de Rolim de Moura e cidades vizinhasFabiane

Quem procura por cursos com preços mais acessíveis em faculdades particulares vai encontrar para esse semestre de 2017.1 muitas oportunidades. Isso porque o Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país, está selecionando estudantes que não podem pagar 100% da mensalidade nestas instituições de ensino, para beneficiá-los com bolsas de estudo de até 70% de desconto.

O programa conta com a adesão de mais de 15 mil instituições parceiras e inscreve estudantes de todas as regiões do país. Ao todo no estado de Rondônia, são mais de 29.180 mil bolsas de estudo para 2017.1. Em Rolim de Moura, as oportunidades são para Graduação, Pós-Graduação, Educação Básica, Idiomas, Preparatório para Concursos, Cursos Profissionalizantes e Pré-Vestibular/Enem. Mas o programa também atende a população das cidades vizinhas, sendo possível verifica-las no site.

Sobre as oportunidades disponíveis, a Diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil, Andréia Torres, salienta: "no cenário atual do país, com desemprego em alta e instabilidade econômica, é desafiador fazer investimentos, mas é preciso ser otimista e não deixar se intimidar por isso. Busquem a educação, ela é um meio de favorecer o acesso ao emprego”.

Para ser contemplado, o candidato precisa atender a alguns critérios estabelecidos no regulamento do Programa, entre eles o de não poder pagar a mensalidade integral, identificado por meio da análise socioeconômica. Além de ser levada em consideração a impossibilidade de pagar o valor total, também é avaliada a condição de pagar uma parte da mensalidade.
  
Para se candidatar é preciso realizar a inscrição, por meio do site: www.educamaisbrasil.com.br . Mais informações podem ser obtidas na central de atendimento pelos telefones 4007-2020 para Capitais e Regiões Metropolitanas ou 0800 724 7202 para demais localidades.

O que fazer se você perder a CNH

O que fazer se você perder a CNH

É importante saber que o porte da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) é obrigatório no Brasil. E o documento precisa ser original, ou seja, não são aceitas cópias nem cópias autenticadas. A lei está descrita no artigo 232 do Código de Trânsito Brasileiro e desrespeitá-la é infração leve com multa de R$ 88,38 e três pontos no prontuário do condutor. Mas e se você perder a CNH?

Seja por perda, roubo, furto ou mau estado de conservação, o motorista pode solicitar a segunda via do documento presencialmente nos postos do Detran de seu Estado ou mesmo online no site dos órgãos. O Detran de São Paulo inclusive oferece o serviço pelo aplicativo, disponível para tablets e smartphones nas lojas virtuais Google Play ou Apple.

Para quem quiser fazer o processo pela internet, é preciso se cadastrar no site do Detran. Via dispositivos móveis, basta baixar o aplicativo e fazer o cadastro. O serviço cobra uma taxa que varia de acordo com o Estado. Em São Paulo, ela é de R$ 41,37 mais R$ 11 do envio pelos Correios, com prazo de entrega de até sete dias úteis no endereço em que a CNH está registrada. No Rio de Janeiro, a taxa é de R$ 135,32.

Vale a pena destacar que a segunda via só pode ser solicitada se o CNH ainda estiver dentro da validade e o condutor não pode estar com o direito de dirigir suspenso ou cassado. E lembre-se que nenhum documento substitui a CNH, nem um Boletim de Ocorrência nem o protocolo da segunda via. É preciso aguardar o recebimento do documento para voltar a dirigir. 



CLIQUE EM Vinicius de Moraes , VALE A PENA LER

Vinicius de Moraes - a última entrevista

Young and Beautiful, trilha de "O Grande Gatsby", por Lana del Rey


https://youtu.be/aKYhzK1yDZs?t=23

Dia do Repórterórter

O Dia Nacional do Repórter é comemorado anualmente em 16 de fevereiro no Brasil. 
A data homenageia os profissionais responsáveis por transmitir através dos meios de comunicação fatos e informações de interesse público. Todo o repórter é jornalista, mas não são todos os jornalistas obrigatoriamente repórteres.
O repórter é um cargo que pode ser ocupado por um profissional que foi habilitado, através do curso de Jornalismo, para desempenhar a comunicação social por meio das mídias.
A principal tarefa do repórter é a cobertura de pautas e notícias, com investigação profunda dos fatos, entrevistas e produção de um texto explicativo, imparcial e direto para o leitor ou telespectador.
O cargo de repórter está presente em todas as áreas da comunicação social, seja na televisão, rádio, internet ou jornalismo impresso. A figura do repórter é imprescindível para a produção de conteúdos apurados e com qualidade profissional.
No Brasil ainda são comemoradas datas específicas para o Dia do Repórter Fotográfico (2 de setembro) e o Dia do Repórter Policial (31 de outubro).

Mensagem para o Dia do Repórter

"Um repórter deve trabalhar com ética, buscando sempre a verdade sobre a notícia, sem fazer alarde ou sensacionalismo com a mesma! Parabéns pelo seu dia, repórter!"
"O repórter é o profissional caçador de notícias que nos informa a cada dia de todos os fatos ocorridos no mundo".
Calendarr

NOTÍCIA DO ALERTA ROLIM

A Escola SESI/SENAI de Rolim de Moura comunica
 que estará atendendo em novo endereço

A Escola SESI/SENAI de Rolim de Moura informa que a partir de 
segunda-feira 20/02/17, estará atendendo em novo endereço. Rua Dr. Carlos 
Chagas, nº 5217, Bairro São Cristóvão (entre a Ciretran e o Ginásio de Esportes).

Telefone para contato: (69) 3442-6498.

O conflito de Terras em cena

 

Sugerido por Valéria R Martins
Vale a pena conferir os vídeos produzidos pelo grupo Terra em cena:  "Programa Revoluções" Ocupações e Doutrina do choque.
As formas de luta e as iniciativas de discussão que estão sendo produzidas pelas pessoas e o que pode nos motivar e fazer renascer nossa força... os primeiros suspiros, a luta contínua pela vida.

Petistas temem que bancada no Senado seja dizimada em 2018

 
Dos dez senadores, oito encerrarão seus mandatos em 2019
NONATO VIEGAS
Época
Paulo Rocha (ao centro), líder do PT no Senado. Ao fundo, a senadora Gleisi Hoffmann 

Senadores petistas estão mesmo preocupados com as eleições de 2018Dos dez atuais, apenas dois têm mandato até 2023. O temor é que a bancada seja dizimada em 2018, ainda como efeito da Lava Jato. De todos, dizem os petistas, apenas Jorge Viana, do Acre, conta com chances concretas de reeleição.

Todo o resto tem defendido muito fortemente que Lula se lance logo candidato à Presidência da República. Acreditam que, com Lula na disputa, seria mais fácil conseguir votos. Terão palanques.

A capa da revista Época nas bancas

 

Lula, o favorito

Há um intrigante paradoxo em torno da figura de Lula: não viaja em avião de carreira, evita locais públicos e só fala em ambientes restritos à sua militância para evitar a hostilidade pública, de que tem sido alvo desde que exposto pela Lava Jato.
Não obstante, pesquisas eleitorais, como a mais recente, da CNT, o apontam como favorito à presidência da República. Venceria todos os presidenciáveis até aqui conhecidos, de Aécio Neves a Bolsonaro, passando por Marina Silva, Serra, Ciro Gomes e Alckmin.
Ora, alguém que ostenta tal favoritismo deveria, bem ao contrário, enfrentar de peito aberto ruas, aeroportos, restaurantes, estádios de futebol (aos quais Lula, ardoroso torcedor, não comparece desde antes da Copa do Mundo), pois, no mínimo, teria a seu favor a maioria dos circunstantes.
O que se depreende disso? Ou essa maioria mora em outro país (ou planeta) ou simplesmente é fictícia. Mesmo no Nordeste, onde se concentrou, nos idos tempos, o grosso do seu eleitorado, o quadro mudou. Há um vídeo no Youtube que registra uma chegada de Lula ao aeroporto de Fortaleza, pontuada por vaias e palavrões.
Ele próprio havia prometido viajar por todo o país denunciando o “golpe” do impeachment e, ao que parece, mudou de ideia. As poucas viagens que fez foram nos termos acima mencionados: em jatinho particular, com aparições restritas a uma plateia amestrada.
Estranho favoritismo. Há quatro meses, seu partido foi fragorosamente derrotado nas eleições municipais em todo o país. Venceu apenas numa capital, Rio Branco, cujo estado é governado há duas décadas por uma mesma dinastia, a dos irmãos Viana.
Perdeu em toda parte, inclusive no berço petista do ABC paulista. Em São Bernardo, cidade onde mora há décadas - e onde iniciou sua carreira de líder sindical -, não conseguiu emplacar nem sequer um enteado para o modesto cargo de vereador.
O PT definha e vê na ressurreição do mito Lula sua última cartada. Perdido por um, perdido por mil. Prestes a prestar contas à Justiça, réu em cinco processos e sem o guarda-chuva do foro privilegiado, Lula pôs em cena a figura do perseguido político.
Prepara emocionalmente a militância – reduzida, mas ruidosa e violenta – para tornar sua iminente prisão um fator de turbulência pública. Tem a seu favor a simpatia (ou o receio) do próprio presidente Temer, a quem chama de golpista, mas não hesita em estender a mão e a apoiar nos embates dentro do Parlamento.
Em todos os seus pronunciamentos, faz-se de vítima, papel que não dispensava mesmo quando dava as cartas. Nenhuma chance é desperdiçada, nem mesmo, como se viu, o velório de sua esposa, transformado em palanque político. Para contrabalançar essa imagem de fragilidade, cuidadosamente construída, nada como ostentar pesquisas que o mostrem como amado pela população e perseguido pelas elites de sempre. A melhor defesa é o ataque.
A recente pesquisa da CNT – cujo presidente, Clésio Andrade, seu amigo, é investigado também pela Lava Jato - tem a vantagem, como as anteriores, de não precisar comprovar nada.
Não há eleições à vista, nem candidatos lançados, nem o tema está na pauta. O indicador mais recente são as eleições municipais de quatro meses atrás, cujo resultado não chancela o das pesquisas.
Mesmo assim, obtém repercussão na mídia, que a militância reverbera, nas redes sociais, na tentativa de mostrar que as denúncias – e a condição de réu em cinco processos – são inconsistentes, parte de um complô obscurantista para tirar de cena “o melhor presidente que o Brasil já teve”, nas modestas palavras do próprio Lula.
Enquanto isso, o escândalo Odebrecht, que tem o ex-presidente no centro da trama, começa a pipocar em diversos outros países da América Latina. Inclusive na sua Venezuela
.Ruy Fabiano
É jornalista

PERGUNTAR NÃO OFENDE, E TAMBÉM NÃO É CRIME!

quanto é 3 + 3+ 3?

Diálogo entreouvido dia desses, travado por um casal modernoso:
- Amor, os meus amigos me disseram que o filho que você está esperando não é meu...
- Por que, amor?
- Porque você está com nove meses de gravidez, e nós só estamos juntos há três meses.
- Ah, é? Então vamos fazer as contas: há quanto tempo VOCÊ está comigo?
- Três meses.
- Há quanto tempo EU estou com você?
- ... Três meses...
- E, finalmente, há quanto tempo NÓS estamos juntos?
Ele faz as contas, e responde de novo:
- Três meses.
- Muito bem. Agora me diga: quanto é 3 + 3+ 3?
- Nove!
- Alguma dúvida de que o filho é teu?

Pesquisa britânica mostra ligação entre lesão cerebral e cabeçadas

Resultado de imagem para foto de jogada de cabeça
Um estudo médico de pesquisadores britânicos estabeleceu uma ligação entre lesões cerebrais e uma das jogadas mais comuns do futebol.
A bola levantada na área sempre foi uma das jogadas mais perigosas do futebol. Agora cientistas encontraram indícios de que pode ser mortal também para o próprio jogador.

A University College London viu uma ligação entre a cabeçada e danos cerebrais. Pesquisadores comprovaram no cérebro de quatro ex-jogadores de futebol a chamada demência pugilística, uma doença degenerativa causada por repetidos golpes na cabeça.

Earnie Moss, de 67 anos, tem troféus e cicatrizes para exibir. O ex-jogador vem perdendo a memória por causa dessa síndrome. A filha tem certeza que a bola foi o algoz da família.

Ela afirma que não quer compensações, mas que os clubes de futebol construam uma clínica especializada para tratar ex-jogadores.

Quem assiste a uma partida de futebol não para pensar no que acontece no organismo do atleta. Depois de um cruzamento, uma bola pode ter um impacto brutal. O cérebro chacoalha dentro do crânio.
Um dos pesquisadores usa como exemplo Jeff Astle, um especialista em cabeçada. Como profissional, treinava a jogada até duas horas por dia. Ele e outros três ex-jogadores analisados tinham o estilo Inglês de futebol.

O cientista conta que, por causa do tempo ruim na Inglaterra, os campos eram um lamaçal. O famoso “chuverinho na área” era um atalho para o gol. Ele alerta que, para ser conclusivo, o estudo precisa envolver pelo menos cem ex-jogadores. Mas, por via das dúvidas, recomenda usar menos a cabeça. Talvez valha jogar mais com os pés e, reinventar de novo, o futebol.

Lava Jato: Fachin libera denúncia contra Raupp para julgamento no STF

Brasília
Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou uma denúncia contra o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) para que seja julgada pela Segunda Turma da Corte, colegiado em que são apreciados os processos relacionados à Operação Lava Jato.
A Segunda Turma, composta também pelos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffolli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello, deve agora decidir se torna o senador réu, aceitando ou não a denúncia. A data do julgamento deve ser marcada em breve.
A denúncia foi apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em setembro de 2016. Nela, Raupp é acusado de ter recebido R$ 500 mil em propina da construtora Queiroz Galvão, em 2010. O dinheiro teria sido entregue por meio de uma doação eleitoral ao diretório do PMDB em Rondônia. Também são alvo da denúncia uma assessora do senador, Maria Cléia Santos de Oliveira, e um cunhado do senador, Pedro Roberto Rocha.
O repasse teria sido intermediado pelo então diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Em troca, Raupp usaria sua atuação política para manter o executivo no cargo, permitindo assim a continuidade do esquema na estatal.
O elo de comunicação entre o executivo e o senador era Fernando Falcão Soares, o Baiano, apontado como operador financeiro do PMDB. A origem do dinheiro, segundo a denúncia, foi o doleiro Alberto Yousseff. Baiano, Yousseff e Paulo Roberto Costa possuem acordos de colaboração premiada e prestaram depoimentos nos quais descrevem a transação. 
Defesa
A defesa de Raupp rebate as acusações alegando que a Procuradoria-Geral da República (PGR) quer promover uma “criminalização de contribuição oficial de campanha” e que a denúncia é baseada somente em delações de pessoas presas, sendo carente de provas documentais. 
Atualmente, Valdir Raupp é titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. Ele deve participar, na próxima terça-feira (21), da sabatina do ministro licenciado da Justiça e Segurança Pública, Alexandre de Moraes, que foi indicado pelo presidente Michel Temer para ocupar a vaga deixada em aberto no STF após a morte do ministro Teori Zavascki, no mês passado.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Thammy Gretchen/miranda

 Deus a fez assim 
Resultado de imagem para foto de thammy miranda de sungaAí veio o capeta e a transformou  nisso

Por que os novos protestos populares podem ter efeito bumerangue

Um protesto a favor da Lava Jato e contra a corrupção parece abstrato demais para levar o Brasil às ruas

Juan Arias, EL País
Os movimentos de protesto popular que levaram milhões de pessoas às ruas contra Dilma e Lula, e a favor do juiz Sérgio Moro, convocaram uma nova manifestação para 26 de março. A finalidade, desta vez, seria defender a Lava Jato. Mas, e se o novo protesto tiver um efeito bumerangue?
Trata-se de um protesto que, sob a intenção de defender a luta contra a corrupção, além de outras demandas, poderia levar consigo o veneno da ambiguidade.
A Lava Jato, que ameaça condenar meia classe política, é uma das bombas que ainda não sabemos aonde podem chegar.
É tão importante que nem sequer os que mais têm medo dela se atrevem a combatê-la de forma aberta. Fazem isso só nas sombras.
 

Com fim do horário de verão, relógios deverão ser atrasados no domingo

 

1 / 11


Adapte seu organismo para o fim do horário de verão © DR Adapte seu organismo para o fim do horário de verão
O horário de verão termina a 0h do próximo domingo (19), quando os relógios devem ser atrasados em uma hora em todos os Estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal.
Segundo o Ministério de Minas e Energia, o objetivo principal do horário de verão é aproveitar melhor a luz solar durante esse período, sobretudo nos horários de pico, além de conscientizar as pessoas sobre o uso da energia.
As crianças, os idosos e os notívagos são os que mais sentem as consequências da mudança do horário de verão. Sonolência durante o dia, cansaço, irritabilidade, alterações de apetite e um humor deprimido são alguns efeitos no organismo em decorrência da perda de uma hora de sono.

Luizão do Trento toma posse como presidente da Junta Militar de Rolim de Moura


Jovens que completam 18 anos em 2017 devem comparecer à Junta de Serviço Militar até 30 de junho

Exibindo IMG_7317.JPG

O Prefeito de Rolim de Moura (RO),  Luiz Ademir Schock “Luizão do Trento”, foi empossado nesta segunda-feira (13/02), como presidente da Junta de Serviço Militar. A cerimônia, aconteceu no gabinete do prefeito, e contou com a presença da Coordenadora da Junta Militar do município, Silvania Drapalski Morais e dos Secretários da Administração.
Durante a cerimônia, obedecendo à Lei do Serviço Militar, o prefeito fez o juramento à Bandeira Nacional.
 O Serviço Militar consiste no exercício das atividades desempenhadas pelas Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica), em defesa da nação e é obrigatório no Brasil para jovens com 18 anos ou mais. Para o alistamento militar, o jovem deve comparecer à Junta de Serviço Militar de Rolim de Moura levando a certidão de nascimento ou equivalente (identidade, carteira de habilitação ou de trabalho), comprovante de residência e foto 3x4 recente. No caso de ser naturalizado, o interessado deve levar a prova de naturalização ou certidão do termo de opção.
Após o alistamento, será anotada ou anexada no verso do Certificado de Alistamento Militar (CAM), a data de retorno à Junta de Serviço Militar, para que o jovem possa tomar conhecimento quanto à apresentação na seleção geral ou à dispensa do serviço militar.
A Junta de Serviço Militar funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, no prédio do Shopping Cidadão, localizado na Av. 25 de Agosto, 5101, Bairro Centro. Conforme o órgão, o não comparecimento até o dia 30 de junho ao local pode gerar restrições, além de multa.

POR - FERNANDO GARCIA



Porta aberta 15/02/2017
Reunião
Visando as eleições para 2018, o diretório do (PSDB), em Rolim de Moura, já começa a se mobilizar entre seus filiados e simpatizantes. A reunião aconteceu na residência do vereador Alisson Ferreira, onde vários questionamentos foram citados e, como o partido em Rolim de Moura, vai se posicionar.

Folha de pagamento
Na reunião, o prefeito Luizão do Trento, aproveitou a oportunidade assegurando que reconhece as dificuldades, e, garantiu que uma das prioridades será a normalização da folha de pagamento dos funcionários, impreterivelmente até o mês de junho. Segundo o prefeito Luizão do Trento, este ano promete e, que muitas obras irão ser incrementadas no município.

Na dúvida
Esteve presente a reuniãoo presidente regional da sigla, ex-senador Expedito Júnior, onde fez um relato sobre o quadro sucessório em Rondônia. Expedito Júnior, adiantou que será candidato em 2018, embora não sabe qual sua pretensão, se serápré-candidato ao Senado ou Governo do Estado.

Reconhece
O presidente estadual do (PSDB), Expedito Júnior, também reconhece as dificuldades encontradas por Luizão do Trento, todavia, foi bem explícito em suas colocações, onde diz que Luizão do Trento, não tem que fazer o que o povo quer, tem que fazer o que o povo precisa. Muitas roupas encardidas também foram lavadas e esfregadas na reunião, algumas tiveram que usar boas doses de Q Bôa, para tirar algumas manchas.


Insuportável
O número de crateras no centro da cidade e, outras várias localidades de grandemovimentação de veículos, está deixando os motoristas e proprietários de carros, bastante irritados. As ruas e avenidas da cidade estão completamente esburacadas, provocando constantemente avarias nos veículos.

Insatisfação
 Os proprietários de oficinas e casas de revenda de autopeças, estão se esbaldando com as vendas e prestação de serviços, o que gera despesa e insatisfação por parte dos proprietários de veículos. Na rua barão de Melgaço, a situação está terrível, partindo da farmácia São Lucas até o mercado Favorito,estacionar é um verdadeiro deus-nos-acuda, pois a rua além de inundada, os buracos pedem licença um para o outro.

Precisa de ajuda
A situação do (CER), Centro Educacional de Rolim de Moura, que há décadas presta um serviço de excelência no município, corre sério risco de fechar a instituição. Dias atrás a energia foi cortada por falta de pagamento, se o poder público não assumi essa despesamensal que fica no valor de quase 5 Mil Reais, certamente, o CER, não vai conseguir sobreviver.

União de todos
O CER, ao longo dos anos vem funcionando com apoio da prefeitura de Rolim de Moura, Governo do Estado e sem dúvida com participação maciça da comunidade. Alguns profissionais são pagos com recursos próprios, oriundos das festas realizadas todos os anos, mas, a energia é preponderante para todo funcionamento do CER, principalmente o aquecedor para piscina, onde os alunos dependem para fazer o trabalho de fisioterapia.

Emenda já
Os novos vereadores precisam visitar o CER, se inteirar das dificuldades que aquela instituição possui, para gerar atendimento a dezenas de alunos portadores de diversas sequelas. O presidente da Casa de Leis, Aldo Júlio, deve está acompanhando todo esse desenrolar, e propor aos seus pares que façam emendas satisfatórias, pelo ao menos no que tange despesas com energia elétrica.

Vai pegar
A Lei 96 que criou a (LDB) Lei de Diretrizes Básica, onde o ensino fundamental é de obrigação do município, em 2020, encerra o repasse do Fundeb. No momento vários prefeitos estão achando bacana ter o dinheiro do Fundeb, mas, daquia quatro anos a coisa vai engrossar para os futuros prefeitos com o corte no repasse.

Falta
Rolim de Moura, com sua leva de representantes em Brasília, em nada arrefece as dificuldades do município, quando o assunto são recursos, emendas ou convênios a nível estadual. A falta de um deputado estadual prata da casa, atrapalha demais essas reivindicações e, o município sofre com a ausência de uma “formiga lava-pé”.

Divisão
O que nos deixa triste é saber que daqui há dois anos, terá eleições para esse cargo, e dentro da Câmara de Vereadores já se cogita quatro nomes que provavelmente sairão candidatos a deputado estadual. É preciso fortalecer um nome com reais chances dentro doPoder Legislativo, para que possamos almejar um assento no parlamento estadual.

Provável
Um dos nomes também cogitado para as eleições do ano que vem, é do empresário Zé da Jodam, ex-candidato a prefeito de Rolim de Moura, onde obteve a terceira colocação. Zé da Jodam, além de Rolim de Moura, goza de um bom relacionamento com a comunidade de Santa Luzia, Alta Floresta, Alto Alegre e Nova Brasilândia, podendo fazer a diferença.

Imprudência
Com dificuldades para nomear assessores e outros cargos na Casa de Leis, em virtude de o ex-presidente Juninho do Frigorífico, ter suprimido os cargos, o atual presidente da Câmara de Vereadores, Aldo Júlio, está viabilizando o novo organograma para colocar a Casa de leis, na supimpa. Até o departamento de Imprensa, que tem por obrigação divulgar as ações da Câmara de Vereadores, foi extinto pelo ex-presidente.

Cogitações
As apostas já estão acontecendo em Rolim de Moura, quando o assunto são as eleições para o ano que vem. Nos bastidores o prato do dia é sobre nossos representantes em Brasília, principalmente os rolimourenses, que pretendem a busca da reeleição, ou candidatura ao Governo do Estado. As duas vagas ao Senado, vai ser bastante disputada, onde já se fala em nomes como Confúcio Moura, Expedito Júnior, Jesualdo Pires e Valdir Raupp.

Frituras